26 de fevereiro de 2010

Definidas oitavas-de-final da Liga Europa

Quinze jogos definiram as dezesseis equipes classificadas para as oitavas-de-final da Liga Europa. O destaque fica por conta da ausência de times italianos, o que pode ser fatal para o país, pois, com a classificação dos três times alemães para a próxima fase, a Itália está prestes a ser ultrapassada pela Alemanha no ranking de coeficientes da UEFA. Se isso acontecer, os germânicos herdarão o direito de terem quatro vagas na Liga dos Campeões, enquanto a Itália passaria a ter três. Inter de Milão, Milan e Fiorentina não jogarão apenas por si, mas por toda Itália nos jogos de volta da Champions League.

Outro destaque fica por conta do fim da participação holandesa na competição, logo na primeira fase mata-mata. Deprimente o que virou a Holanda no cenário europeu em termos de clubes.

Aos jogos:

Anderlecht 4 x 0 Athletic Bilbao
Após o empate por 1 x 1 na Espanha, o atual líder da Liga Belga passeou no Constant Vanden Stock, vencendo sem dificuldades o rival basco, com gols de Lukaku, Mikel San José(contra), Juhász e Legear.

Olympique de Marseille 3 x 1 Copenhagen
No que foi o duelo mais fácil de todos, o Marseille se classificou repetindo o placar do jogo de ida, gols de Ben Arfa e dois de Bakari Koné, enquanto o brasileiro Aílton Almeida fez para o time dinamarquês.

Roma 2 x 3 Panathinaikos
Assim como na primeira partida, outro jogaço, e novamente vitória grega por 3 x 2. A Roma abriu o placar com Riise, em cobrança de falta, aos 11 minutos, resultado que a garantia na próxima fase, e tinha o controle da partida. Até que, do nada, em seis minutos os giallorossi entregaram a classificação: aos 40 minutos, Ninis sofreu pênalti que Djibril Cissé converteu. Aos 43, Ninis, de fora da área, marcou um belo gol. Aos 46, Cissé recebeu grande passe de Ninis, driblou o vaiado Doni e marcou. De Rossi ainda descontou para o time de Claudio Ranieri, mas ficou nisso.

Galatasaray 1 x 2 Atlético de Madrid
Mini-surpresa. Após o 1 x 1 em Madrid, o Galatasaray parecia ligeiro favorito para o duelo, mas saiu atrás no placar após gol de Simão. Porém, três minutos depois, Kader Keitá empatou. Quando tudo levava a crer para uma prorrogação, o uruguaio Diego Forlán recolocou os Colchoneros em vantagem, aos 45 do 2º tempo.

Shakhtar Donetsk 1 x 1 Fulham
Eis uma grande surpresa, talvez a maior de todas. A começar pela derrota por 2 x 1 no jogo de ida, num confronto onde o Shakhtar era amplamente favorito. Mas mesmo com o revés, o favoritismo do time ucraniano ainda era enorme, e se viu abalando quando, após muito pressionar, sofreu o gol do zagueoro Hangeland. Na volta do intervalo, após boa jogada do ex-Grêmio Douglas Costa, Jádson empatou, mas ficou apenas nisso. Méritos para o time de Roy Hodgson.

Unirea Urziceni 1 x 3 Liverpool
Após o 1 x 0 no jogo de ida, o Liverpool viajou sabendo que a vaga estava próxima, era difícil imaginar os Reds não fazendo ao menos um gol fora de casa. O time até tomou um susto aos 18 minutos, quando Bruno Fernandes colocou o time romeno em vantagem, mas com um golaço de Mascherano (!), outro de Babel e Gerrard fechando a conta, o time de Rafa Benítez seguirá na LE.

PSV Eindhoven 3 x 2 Hamburg
Desde a primeira partida, é uma das que mais esse blogueiro aguardava, por serem duas equipes bastante ofensivas. Derrotado no primeiro jogo por 1 x 0, o PSV precisou de dois minutos pra já igualar o duelo, gol do sueco Toivonen, principal atacante do time na temporada. Minutos antes do fim do primeiro tempo, Dzsudzsák fez o segundo do time de Eindhoven. Mas veio o segundo tempo, e logo de cara o croata Petric diminuiu para o Hamburg. Trochowski empatou a partida, fazendo com o que o PSV precisasse de mais dois gols. Conseguiu um, com Koevermans, mas foi só.

Hapoel Tel-Aviv 0 x 0 Rubin Kazan
Depois de vencer por 3 x 0 no jogo de ida, o Rubin mostrou mais uma vez porque conseguiu terminar a fase de grupos da Liga dos Campeões sem perder para o Barcelona. Um dos times mais aplicados taticamente que esse blogueiro já viu.

Juventus 0 x 0 Ajax
Dois times profundamente irritantes na atual temporada. Jogo de ida foi 2 x 1 pra Juventus, que se classificou. E chega.

Valencia 3 x 0 Club Brugge
Não, não foi fácil, pois esse placar só ficou assim após prorrogação. No tempo normal, antes do primeiro minuto de partida, Mata abriu o placar, resultado que igualava o 1 x 0 da partida de ida em favor dos belgas. Mas ficou nisso. Na prorrogação, brilhou a estrela de Pablo Hernández, autor de dois gols.

Wolfsburg 4 x 1 Villarreal
Foi só sair o técnico Armin Veh que o Wolfsburg voltou a jogar o belo futebol da temporada passada, onde sagrou-se, pela primeira vez, campeão alemão. Após o 2 x 2 na Espanha, Dzeko abriu o placar para os Lobos, num belíssimo remate da entrada da área. Pouco depois, o lateral Ángel, contra, ampliou para o time alemão. O outro lateral, Capdevila, dessa vez fez a favor, recolocando o Villarreal na partida. Mas Gentner fez o terceiro, e Grafite fechou a goleada.

Salzburg 0 x 0 Standard Liège
Tá que o Standard Liège veio da Champions League, mas o Salzburg fez campanha 100% em seu grupo na Liga Europa, não deixa de ser uma surpresa essa eliminação. No jogo de ida, o time austríaco chegou a abrir 2 x 0, mas tomou a virada.

Werder Bremen 4 x 1 Twente
Dessa maneira "brilhante", o Twente concluiu o papelão holandês na LE. Após vencer por 1 x 0 na ida, em 20 minutos já estava levando 2 x 0 em Bremen, com 2 gols do peruano Pizarro. Aos 27, Naldo fez 3 x 0. Luuk de Jong ainda manteve esperanças do time de Enschede, mas novamente Pizarro fechou a conta.

Fenerbahçe 1 x 1 Lille
Outra surpresinha. Após ser derrotado por 1 x 0, esperava-se que o Fenerbahçe fizesse valer a pressão do Sükrü Saraçoglu pra se classificar. Abriu o placar com Emre, aos 35 minutos, mas tomou um fatal gol aos 40 do segundo tempo, com Rami, e passou a precisar de dois gols, o que, obviamente, não conseguiu, estragando a possibilidade de um grande embate diante do Liverpool na próxima fase.

Sporting 3 x 0 Everton
Não a classificação, mas o placar surpreende. O Everton venceu o jogo de ida por 2 x 1, mas esse gol sofrido em casa foi o mais bobo possível, numa besteira do zagueiro Distin. Em Lisboa, segurou o zero no primeiro tempo, mas depois sucumbiu à pressão dos Leões, que se classificaram com gols de Miguel Veloso, Pedro Mendes e uma obra-prima do chileno Matías Fernández:




Confrontos das 8as-de-final:

Atlético de Madrid x Sporting
Jogo equilibrado, de difícil prognóstico. Aposto numa classificação portuguesa.

Lille x Liverpool
A óbvia tendência é cravar no Liverpool, mas o Lille faz ótima temporada na França. Ainda sim, seguirei a tendência.

Panathinaikos x Standard Liège
O time grego tá com moral após dois triunfos sobre a Roma. Terá a minha torcida.

Juventus x Fulham
Triste dizer isso, mas o time inglês vem jogando mais que a Juventus nessa temporada. Vou de Fulham.

Hamburg x Anderlecht
O time alemão é um dos favoritos ao título, mas não terá vida fácil diante do Anderlecht. Porém, creio que passe.

Rubin Kazan x Wolfsburg
Grande confronto de estilos aqui, um defensivamente fortíssimo e outro ofensivamente fortíssimo. Vou de Wolfsburg.

Valencia x Werder Bremen
Um dos jogos que mais geram expectativas, é impossível apontar um favorito, só dá pra palpitar mesmo. E, nesse caso, vou de Werder, o time alemão costuma se impor em casa.

Benfica x Olympique de Marseille
Eis 'o' confronto. Serão dois jogos imperdíveis, sem qualquer favoritismo. Mas tenho uma ligeira sensação que o Benfica, dono do futebol mais bonito da Liga Europa, ficará pelo caminho.


Os jogos de ida acontecem no dia 11 de março.

4 comentários:

Stebozza disse...

O Liverpool aposta basicamente nesta competição para salvar a temporada. E, claro, ainda busca recuperar uma vaga na CL no inglês. Mas o título da competição ajudaria bem a melhorar o ambiente dos Reds.

Lucho Cláudio disse...

CLASSIFICADOS (ou não!jeje)

Sporting

Liverpool

Panathinaikos

Juventus

Hamburg

Rubin Kazan

Werder Bremen

Benfica

Flávio Santos disse...

André,

Bom comentário a respeito da Holanda e Itália. Para mim, são os dois centros mais decadentes da Europa.

É senso comum dizer que o campeonato italiano é difícil e de marcação dura. Mas, a bem da verdade, o Italiano tornou-se um certame chato e entediante de ser assistido.

Abraços

Lucho Cláudio disse...

Tranquilaço Andrezaço!

Cara, teu blog está muito acima do normal e, realmente, não entendo o motivo do teu desânimo. Mas tudo bem, eu respeito.

Também coloquei o "Papo de Pub" no blogroll do meu blog.

Eu havia percebido que tu estavas meio ausente, já que antes, tu postava com a mesma frequência que comentava. Bom... Sempre que posso comento nos teus blogs e vamos indo assim, caminhando juntos - e comentando também. jeje

Abraço!