1 de agosto de 2010

'A' ultrapassagem




Em quatro anos de blog, falei apenas três vezes sobre Fórmula 1, apesar de ser fã. Hoje será a quarta.

A ultrapassagem de Rubens Barrichello sobre Michael Schumacher foi estranha. Foi uma sensação de que ela não pertence ao ano 2010, e sim década de 70, 80. Disputas roda a roda, lado a lado, deixaram de fazer parte do 'cardápio' da categoria, devido à evolução das máquinas. Até a jogada de carro que o alemão deu sobre Rubens não parecia algo da era atual, já que vivemos na época do "politicamente correto" - a ponto de Schumi já ter sido punido neste domingo. Não era o caso, sinceramente.

Valeu por toda corrida. O azar de Rubinho é ter nascido no país errado; com os números que ele tem na F1 seria ídolo em qualquer lugar, menos aqui.

No mais, esse campeonato está fantástico. Na próxima corrida, Alonso pode passar de quinto pra primeiro. É imprevisível dizer quem será o campeão faltando sete corridas.

Mas arriscarei: Sebastian Vettel.

1º. Mark Webber - 161 pontos
2º. Lewis Hamilton - 157 pontos
3º. Sebastian Vettel - 151 pontos
4º. Jenson Button - 147 pontos
5º. Fernando Alonso - 141 pontos

12 comentários:

Hugo Becker disse...

Mano, escrevi lá no blog algo que já escrevi algumas outras vezes e que pra mim é óbvio. Quando o Barrichello está inspirado, passa perto de ser gênio. Essa ultrapassagem dele hoje não merece outro adjetivo que não "Genial". O problema é que ele teve uns dez dias assim na carreira de 18 anos na F-1. Por isso não foi campeão e nunca será. Mas está se divertindo muito e, principalmente, com a mesma forma de sempre.

É INCRÍVEL como o Barrichello que estreou na F-1 com 21 anos é EXATAMENTE o mesmo Barrichello que ultrapassou Schumacher hoje. Antes, dava pra dizer isso em tom de crítica. Hoje, dá pra dizer como um elogio fenomenal. E digo mais, para os que não se lembram, ou esqueceram, sei lá: apesar dos pesares, Rubens é muito, muito mais piloto do que o Massa. É bom que se diga. Hoje dá pra analisar bem friamente isso.

Aliás, um pouco do por que de Rubinho nunca ter sido campeão, escrevi aqui:

http://brf1.blogspot.com/2010/07/barrichello-o-aspecto-mental-de-um-nao.html

E o meu palpite para o campeão de 2010 tá aqui:

http://brf1.blogspot.com/2010/07/sobre-vettel-e-webber.html

Abraços fraternais.

Luciano Mayeda disse...

Fala André !

Não acompanho muito F1 mas...

"O azar de Rubinho é ter nascido no país errado; com os números que ele tem na F1 seria ídolo em qualquer lugar, menos aqui."

Falou tudo. Só no Brasil mesmo !

Abraço !

Gigante Colorado disse...

Também não acompanho muito a F1, mas por todo o histórico é muito bom ver o Rubinho ultrapassando o Schumacher, né? Muito bom mesmo!
Aliás, eu concordo com você, Rubinho é cobrado demais aqui, seria ídolo em qualquer lugar do mundo, com certeza! Uma pena, né?

Beijooo (gabi)

Claudio Henrique disse...

O Rubinho é azarado por nascer no Brasil, um país onde quase ninguém dá valor aos seus ídolos. Concordo, nasceu mesmo no país errado.

Abraços!

Rodrigo Carvalho disse...

adorei isto,entretanto,porque Rubinho não fizera isto qdo estava na Ferrari?

AGORA NÃO ADIANTA MAIS NADA,NÃO MUDARÁ EM UMA VÍRGULA NADA NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO MUNDIAL!!!

Foi só mais uma ultrapassada genial e,nada mais.Daqui há um mês,ele será lembrado só pelas suas mancadas e submissão na Ferrari e pela aquela deixa que ocasionou na ultrapassagem de schmacher.

Infelizmente Rubinho,não há como mudar o passado.Vc perdeu a chance de ser campeão mundial enquanto esteve na Ferrari.

Agora é IMPOSSÍVEL ganhar um mundial vc encerrará a carreira e não o fará!

Infelizmente,para vc e para nós,brasileiros!

"O Rubinho pode até ressuscitar AYRTON SENNA e ULTRAPASSÁ-LO mais não conseguirá nesta vida ser o campeão mundial ,não na Fórmula 1"!!!!


Rodrigo -Digão Futebol

Gabriel Campi disse...

Como disse o amigo acima, agora não adianta muita coisa, o Rubinho deveria ter feito na época da Ferrari, para ferrar o alemão, que só não botou ele nao muro porque o muro tinha acabado. Ainda assim, Rubinho deveria sim ser mais reconhecido no Brasil. Como você escreveu, nasceu no país errado mesmo.

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Gigante Colorado disse...

Hola que tal?
Li e ouvi comentários do tipo: "Rubens se faz de coitadinho demais...", sinceramente, não o vejo dessa forma... Acho estranha a posição da mídia e do torcedor brasileiro achar que Rubinho (e até mesmo Massa) não são dignos de memórias postumas como as que anualmente são feitas à Sena... A maior diferença é número 1 acima do curriculum, que aqui é absurdamente forçado a se distanciar do 2, o que é matemáticamente impossível...
Enfim...
Beijos :*
(Lia)

Braccini disse...

Existe F1 pós-morte do Senna?
Difícil...
Parabéns pelo blog e textos!
Há interesse em algum tipo de parceria entre nossos blogs?
Futebol – Paixão e Profissão
Abraços!

Flávio Santos disse...

André,
Que decadência do alemão, hein?! Brigando desesperadamente pela décima posição numa corrida e fazendo um papel ridículo.
Ele não precisava dessas manchas na carreira. Poderia estar num iate em Ibiza e longe desse circo podre da Fórmula 1.
Abraços

Rodrigo Carvalho disse...

Vídeo:
Jogador cai em tanque de agua de estádio e sai expulso de jogo na Arábia Saudita:

http://digaofutebol.blogspot.com/2010/08/jogador-cai-em-piscinao-do-estadio-e-e.html

RODRIGO - BLOG DIGÃO FUTEBOL

Guilherme Cunha disse...

Eu adoro F1 , mas sei lá, falar disso ja nem quero, me irritei demais com o Shumacher, mas me orgulhei muito da entrevista do Rubinho, muita sorte para ele!

Anônimo disse...

Genial fill someone in on and this post helped me alot in my college assignement. Thank you seeking your information.