6 de setembro de 2010

Todos têm goleiro...

Terça-feira, dia 7 de setembro de 2010: 20 anos que Rogério Ceni é jogador do São Paulo, titular há 14.

Claro que um são paulino falar dele costuma ser ignorado pelos torcedores de outros times, pois é visto como mera babação, mas esse blogueiro sabe ser imparcial.

Não é o maior goleiro de todos os tempos, não foi injustiçado em nenhuma Copa (Marcos e Dida estavam em melhor momento em 2002 e 2006) e talvez sequer seja o melhor goleiro da história do São Paulo. Mas é o maior ídolo. Supera Raí, supera Careca, supera Zetti, supera Telê, supera todos.

Da mesma forma que fico antecipadamente triste quando imagino Marcos se aposentando, todos deveriam ficar por Rogério também. São 20 anos num mesmo clube, isso não vai mais se repetir no futebol brasileiro. Vejam entrevistas de jogadores sub-17, sub-19: 90% vai dizer que sonha em ir pro Barcelona, Real Madrid, Milan... Sequer almejam fazer seus nomes no time de cima.

Sempre aprendemos que história é passado, por isso é difícil percebemos quando ela está sendo escrita diante de nossos olhos. Daqui 5 anos não haverá mais nenhum jogador com o status de ídolo absoluto, que jogou a carreira toda no mesmo clube.

Parece surreal dizer que Rogério foi o artilheiro da equipe em duas temporadas e é o jogador do São Paulo com mais gols na Libertadores. São 924 jogos.

Já atuou atrás de Lugano, Miranda, Breno, André Dias, e ao mesmo tempo de Jean, Júlio Santos, Rogério Pinheiro, Renato Silva, Ameli... Já fez lançamentos para Luis Fabiano e França; já fez lançamentos para Dill e Rondón. Já sofreu com um quase rebaixamento em 1998, já defendeu uma bola impossível de Steven Gerrard.

Rogério Ceni não viveu do São Paulo nos últimos vinte anos. Foi o contrário.

7 comentários:

Cleber Soares disse...

E ai André, blz.
Belo texto. Rogério Ceni com certeza é grande ídolo, não só para sãopaulinos, mas para o Brasil inteiro, podem até não gostarem do tricolor, mas todos sabem respeitar a pessoa, o atleta e todos sabem a importância que RC tem para o futebol brasileiro.
Mas acho que já ta na hora de parar, é nítido que ele já não tem paciência para algumas coisas e claro, a idade já não ajuda, mesmo sabendo que goleiro quanto mais velho melhor, mas tudo acaba um dia.

BLOG DO CLEBER SOARES
www.clebersoares.blogspot.com

Flávio Santos disse...

André,
Um belo texto imparcial e cheio de emoção.
Sinto que a hora da aposentadoria está distante, porém chegará como uma notícia triste que todos fingirão não ouvir, ler ou assistir.
O pior de tudo é lembrar que Rogério sempre foi criticado injustamente durante a sua carreira. Arrogante, chato, metido... Realmente muitos não sabem separar profissinalismo de preferências pessoais.
Abraços

Felipe Delfim disse...

Fala André!!

Muito bom seu texto. Relata mais ou menos o que representa o Rogério não só para o São Paulo nem para os outros clubes, mas para a história do futebol brasileiro como um todo. Seu caso de fidelidade de 20 anos com o tricolor paulista é um exemplo a ser seguido.
Fora que é um cara muito centrado, e a bola que ele jogou eu nem preciso citar. É uma afirmação de ídolo entre as torcidas brasileiras, creio até que a do Palmeiras, com Marcão trilhando o mesmo caminho.

Esses jogadores que mostram amor à camisa e fidelidade à seus clubes por tanto tempo merecem o respeito de todos os torcedores.

Abração!!

http://bolaandroll.blogspot.com/

Luciano Mayeda disse...

Eae Andre !

Texto perfeito.

"Rogério Ceni não viveu do São Paulo nos últimos vinte anos. Foi o contrário. "

Essa parte resume bem o que foram esses 20 anos. Rogério Ceni e São Paulo são um só e a história e a fidelidade do capitão são paulino devem ser, para dizer o mínimo, respeitada por TODOS os torcedores de futebol.

Abraço !

http://deolhono-lance.blogspot.com/

Igor Conterato disse...

Fala André, tudo bem?

está sumido do profeta fute heim cara?

Bom, sobre o seu texto... muito bom mesmo... e eu concordo com você que o são paulo viveu o Rogério e que ele jamais será alcançado por nenhum outro jogador!

Abraços e ve se aparece

www.profetafute.blogspot.com

Claudio Henrique disse...

20 anos não é pra qualquer um cara. Lenda viva no SPFC. FATO.

Abraços!

Lucho C. disse...

Cara, ando meio afastado do mundo virtual.. me perdoe pela falta de comentários e de diálogo.

Eu respeito demais o RC, mas depois do Neymar, ele é o jogador brasileiro que eu mais odeio. Talvez por inveja, talvez pela personalidade dele.. não sei!
Porém, reconheço a bela historia que ele tem no SP e isso é o suficiente para esse monstro sagrado (se é que meu reconhecimento tem relevância nesse caso), que foi um dos goleiros mais representativos que vi atuar desde que nasci.

Abraço, Andr Rnt.