4 de agosto de 2009

Twente 1 x 1 Sporting - Gol de goleiro classificam os Leões

Há partidas que nos fazem entender porque o futebol não é justo e nem lógico.

Twente e Sporting jogaram pela partida de volta da 3ª eliminatória da Liga dos Campeões, na Holanda. No jogo de ida, 0 x 0.
Logo no primeiro lance da partida, aos dois minutos, o Twente abre o placar, com o zagueiro brasileiro Douglas. O jogo seguiu sempre com domínio dos holandeses, e assim o jogo se estendeu.

Até os 49 minutos do 2º tempo, quando o goleiro Rui Patrício foi pra área, já no desespero, e empatou a partida, a um minuto do fim. A bola ainda desviou num jogador do Twente e entrou. Incrível.

O Sporting agora avança pra fase de playoff da Liga dos Campeões, uma espécie de 4ª eliminatória. Já o Twente vai para o playoff da Liga Europa.

Twente:


Destaque para o ótimo Bryan Ruiz e o zagueiro Douglas, que se tivesse num centro maior, seria cogitado pra seleção.


Sporting:


Destaque para Yannick Djaló. Só faz besteira - pra não dizer outra coisa -, não vi um jogo do Sporting em que tenha jogado bem.
Matías Fernández fazendo de tudo pra ser um daqueles jogadores que a gente acha que serão sensacionais e acabam a carreira esquecidos num clube pequeno.

* Atualização (20h05): A UEFA deu oficialmente o gol para o zagueiro Wisgerhof, contra. Confira o lance:

3 comentários:

Juliana disse...

Qual foi o jogador do Twente no qual a bola desviou antes de entrar, no final do 2º tempo?

Hugo Becker disse...

Já removeram o vídeo ¬¬

Que bonito mew, quando o goleiro vai pra área a gente sempre acha que não vai dar em nada, e dessa vez o goleiro salvou o Sporting.

Eu já fui técnico do Sporting, sabia? =D

Futebol ao Cubo disse...

O número 11, que sobe com o goleiro, é o Rukavytsya (mais um pro Galvão falar), ele desvia também, mas o último a desviar, com o pé, é o Wisgerhof.


Direitos humanos e direitos autorais, duas coisas que não deveriam existir. Coloquei outro vídeo, vamos ver até quando vai ficar.

Ah, duvido! Só falta você me dizer que já treinou o PSV, e que um dia surgiu um craque chamado... Deixa eu ver... Peter de Graaf!