15 de fevereiro de 2011

Como o Tottenham matou o Milan

O Tottenham foi ao San Siro, ignorou toda tradição do Milan em Liga dos Campeões e venceu a partida por 1 a 0, pelas 8as de final da competição continental, garantindo boa vantagem para o duelo em Londres, dia 09 de março.

Harry Redknapp, que já foi conhecido meio que o Joel Santana inglês, mais um motivador, evoluiu muito taticamente - tal qual o brasileiro, diga-se.

Antes da estreia dos Spurs, diante do Werder Bremen, fora de casa, li uma declaração dele: "Se você jogar no 4-4-2 contra uma equipe alemã, você está destruído". Certamente uma frase que vem a calhar depois do Alemanha x Inglaterra na Copa do Mundo. Foi quando passou a usar o 4-2-3-1, e obteve sucesso (2 a 2). Não é uma tática fixa, pois em jogos da Premier League costuma usar o 4-4-2 mesmo, com Defoe e Crouch na frente.

Do outro lado o Milan, no italianíssimo 4-3-1-2. Esse esquema tem um grave problema: se esse "1", chamado de trequartista na Itália, não cria, a equipe fica sem armação, especialmente quando se tem nas laterais Abate e Antonini, alternativas fracas para desafogar a criação do meio campo (o que faz de Emanuelson um desfalque e tanto).

Ainda que o atual esquema esteja mais pro 4-4-1-1, na partida de hoje foi exatamente isso que se viu: a dupla de volantes do Tottenham, Sandro e Palacios, fizeram a torcida perder a paciência com Seedorf, que foi sacado no intervalo. O volante ex-Internacional vez uma partida magnífica, sua melhor até aqui - foi dele, por exemplo, a interceptação que resultou no gol.

Não se espera de um quarteto Abate-Nesta-Yepes-Antonini grande facilidade pra fazer a bola chegar no meio campo, e Redknapp colocou sua equipe marcando pressão, com Crouch e Van der Vaart incomodando os zagueiros, Lennon em cima de Antonini e Pienaar em Abate, obrigando-os, muitas vezes, a "quebrarem" a bola pro ataque, algo que deu predomínio inglês na primeira etapa.

Com a entrada de Pato, Robinho passou a fazer a função de armador. Embora não seja a dele, o Milan começou bem melhor a etapa final dessa maneira, momento em que Gomes apareceu de maneira absurda pra evitar duas claras chances de Yepes. Foi quando o Tottenham recuou sua marcação, apostando em contra-ataques.

Assim veio o gol. Sandro antecipou passe errado de Ibrahimovic, tocou para Modric (substituto de Van der Vaart), que abriu na direita para o veloz Lennon, deixou Yepes pra trás e rolou para Crouch concluir de gol aberto - e quase errar.

O Tottenham não está classificado, mas mostrou ter mais time e elenco. Não existe um setor sem cobertura no elenco inglês. E olha que faltou Gareth Bale...

Cobertura é algo que falta aos rossoneri. Ausências de Pirlo, Kevin-Prince Boateng e Van Bommel obrigam Massimiliano Allegri a escalar Thiago Silva de volante. Sem Emanuelson na lateral esquerda, joga o limitado Antonini. E Seedorf, convenhamos, não tem mais condições para ser o cérebro do time. O problema não é obrigatoriamente o 4-3-1-2, a Inter de Milão joga assim, mas com a diferença de ser Sneijder esse cara.

Se realmente for eliminado, será a terceira vez consecutiva que o Milan cai nas 8as para um inglês: 09/10 para o Manchester United e 07/08 para o Arsenal.


(Sim, só sei usar paint)


Milan 0-1Tottenham


"CROUCH!!! YES!!!"
"Aaron Lennon absolutely magnificent!"


Ficha da partida:

Milan:
Abbiati(Amelia 18'); Abate, Nesta, Yepes e Antonini; Gattuso, Thiago Silva e Flamini; Seedorf(Alexandre Pato 46'); Ibrahimovic e Robinho.
Téc.: Massimiliano Allegri.

Tottenham: Gomes; Corluka(Woodgate 58'), Gallas, Michael Dawson e Assou-Ekotto; Lennon, Sandro, Palacios e Pienaar(Kranjcar 76'); Van der Vaart(Modric 61'); Crouch.
Téc.: Harry Redknapp.


Gol:
Crouch 80'

Amarelos:
Yepes, Gattuso e Flamini

Árbitro: Stéphane Lannoy(França)

Local: San Siro, Milão

5 comentários:

CARLOS SJCAMPOS disse...

TENHO ASSISTIDO A MUITOS JOGOS INTERNACIONAIS, E ALEM DE MILAN E TOTTENHAM, ASSISTIR A BENFICA x V.GUIMARAES, GOSTARIA DE VER NOSSOS TIMES SE EMPENHANDO E JOGANDO COMO EU VI NESTE JOGO, PRINCIPALMENTE PELO LADO DO BENFICA QUE JOGANDO, ME LEMBROU FLAMENGO NOS ANOS 80 E PLAMEIRAS NOS ANOS 70

Karen Senoo disse...

Olá André,

Eu assisti esse jogo, e mesmo sendo gooner e odias os spurs, tenho que dizer que até fiquei contente com o resultado.
Não sei como o Milan terminou a partida com 11 em campo, sinceramente, aquela entrada do Flamini no Corluka, era digna de expulsão. Depois vem o Gattuso fazendo mil e uma boabagens e tudo que ele levou foi um amarelo ¬¬
Com o "futebol" que o time italiano mostrou ontem, acho difícil eles conseguirem a classificação em White Hart Lane.

Bjos!
@kts_gunner

Luciano Mayeda disse...

Fala André

Tenho acompanhado a Premier de perto, gosto muito desse time dos Spurs, torço para que vá longe na liga.

Já o Milan, bom, decadente é a palavra. Parece o Real de tempos atrás, 342 atacantes e do meio para trás...

Grande abraço !

http://deolhono-lance.blogspot.com/

Luciano Mayeda disse...

André, há um tempo atrás fiz um post intitulado "Fama que não se justifica", como conhecedor do futebol europeu se puder confira e me diga o que acha.

Abraço !

http://deolhono-lance.blogspot.com/

Rafaela Andrade disse...

Eu não sei muito sobre futebol internacional, mas é bom conhecer um pouquinho, muito boa sua descrição.

Um grande abraço

Rafaela

No Apenas um Ponto Esportivo (http://apenasumpontoesportivo.blogspot.com/) você encontra:

Vôlei de praia na Etapa Guarujá( eu fui pessoalmente);
Virando a mesa – A estratégia de Marketing do fenômeno Ronaldo – ( Adriano Berger) e uma
Trilha Sonora super especial ( Rafs)

No Apenas um Ponto (http://apenasumponto.blogspot.com/) – Vamos dar um chega pra lá nos chatos de plantão.